Caixa dá cartão de débito virtual para quem receber auxílio emergencial | Exame Invest
Exame Invest
Minhas Finanças

Caixa dá cartão de débito virtual para quem receber auxílio emergencial

PUBLICADO EM: 15.5.20 | 19H03
ATUALIZAÇÃO: 19.5.20 | 17H04
Cartão pode ser gerado pelo app Caixa Tem e permite comprar em cerca de mil lojas online
Aplicativo da Caixa para auxílio emergencial

Benefício é válido para quem optou por receber o auxílio pela poupança social digital da Caixa (Marcello Casal JrAgência Brasil)

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Todos os trabalhadores que recebem o auxílio emergencial de 600 reais (com exceção dos beneficiários do Bolsa-Família) irão a partir de agora receber o valor primeiro pela poupança social digital da Caixa. Apenas no início do calendário de saque o valor será automaticamente transferido para a conta-poupança do banco ou para outras instituições financeiras.

Por isso, a partir de agora a Caixa vai oferecer cartão de débito virtual para compras pela internet e também para pagamento de contas de concessionárias para que esse dinheiro possa ser movimentado antes da transferência ou saque.

A emissão do cartão pelo banco é gratuita e a compra é debitada diretamente da conta, sem que para isso o beneficiário tenha de sair de casa.

Para gerar o cartão basta acessar o aplicativo Caixa Tem e selecionar a opção "Cartão de débito virtual", logo na tela inicial. Com mais dois passos o app envia a imagem do cartão com os dados para o usuário utilizar na internet.

Para usar o cartão de débito virtual basta inserir os dados informados pelo aplicativo nos sites e aplicativos que aceitam débito. São mais de 1.000 lojas online que aceitam o cartão, bem como sites de concessionárias, como de energia e água.

EXAME Research — 30 dias grátis da melhor análise de investimentos

As compras são seguras porque para cada transação é gerado um código de segurança, enquanto nos cartões normais o número é sempre o mesmo. Para as compras recorrentes, o número é salvo e não é preciso gerar um código a cada compra.

As últimas notícias do auxílio emergencial


Recomendado para você


Leia também

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame