Minhas Finanças

Correios alertam sobre atraso na entrega de encomendas internacionais

PUBLICADO EM: 9.7.20 | 17H26
ATUALIZAÇÃO: 9.7.20 | 17H41
Segundo os Correios, não há como garantir o cumprimento do prazo de entrega dos envios internacionais
correios

Correios: reclamações cresceram 400% nos últimos meses

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Os Correios informaram, nesta semana, que devido à pandemia de coronavírus não há como garantir o cumprimento do prazo de entrega dos envios internacionais. Ou seja, os serviços de encomendas internacionais podem atrasar. 

Segundo o comunicado, o encaminhamento e a distribuição foram prejudicados pela diminuição ou mesmo falta de voos, diminuição da quantidade de empregados alocados nas atividades de distribuição de objetos postais e até mesmo suspensão da entrega. 

Sobre as importações, os Correios acrescentam ainda que em alguns casos a carga está com encaminhamento comprometido desde a origem, e está sendo mantido o contato com os correios do exterior para otimizar os envios. Veja a lista dos países que estão com suspensão de envios aqui.

Reclamações

Segundo o Procon-SP, nos últimos quatro meses houve um aumento expressivo de reclamações contra os Correios. De março a junho deste ano, o atendimento da instituição já soma 1.568 queixas de consumidores, sendo o principal motivo de reclamação o não fornecimento do serviço com 951 casos. No mesmo período do ano passado, o total de reclamações contra a empresa era 315.

Na comparação entre os meses de março a junho de 2019 e o mesmo período deste ano, nota-se um crescimento de 398% nas reclamações. O principal problema questionado pelos consumidores no ano passado também era de não fornecimento do serviço (164 casos).

“Deixar de fornecer o serviço contratado é um desrespeito e um descumprimento ao Código de Defesa do Consumidor. O Procon está recebendo as reclamações e entrando em contato com a empresa a fim de encontrar uma solução para o consumidor.”

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame