De olho em PMEs, Nubank libera primeiro cartão para conta PJ | Exame Invest
Exame Invest
Minhas Finanças

De olho em PMEs, Nubank libera primeiro cartão para conta PJ

PUBLICADO EM: 15.10.20 | 9H56
ATUALIZAÇÃO: 15.10.20 | 9H58
O cartão permite que os empreendedores façam compras com a função débito e realizem saques em nome de suas empresas
Nubank - cartão de débito para Pj

Nubank: o design do cartão para pessoa jurídica tem a cor roxa mais escura e o nome customizado na parte frontal

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

De olho no gigantesco mercado de pequenas e médias empresas no país, o Nubank anunciou, nesta quinta-feira, 15, que começou a liberar a função débito para clientes da conta PJ. É o primeiro cartão oferecido pela fintech para este público. 

Com o novo cartão, os empreendedores individuais, autônomos e donos de pequenos negócios poderão fazer compras com a função débito e realizar saques em nome de suas empresas.

O design do cartão para pessoa jurídica tem a cor roxa mais escura e o nome customizado na parte frontal. Segundo a fintech, ele foi idealizado para diferenciar a versão corporativa da pessoa física. O cartão também vem com a opção contactless, que permite pagamentos por aproximação.

"Desde o começo, nosso objetivo foi criar um produto em parceria com nossos clientes, disponibilizando funções que solucionem as maiores dores dos empreendedores. Essa era uma das funções mais requisitadas e ficamos muito felizes em poder proporcionar mais essa opção de pagamento a eles.", afirma David Vélez, fundador e presidente do Nubank.

Cartão PJ Nubank


(Nubank/Divulgação/Divulgação)

Para solicitar  o cartão PJ com função débito, os clientes devem acessar a área de configurações no aplicativo do Nubank e então a seção "Pedir função débito". Depois, basta seguir o passo a passo, podendo inclusive customizar o nome da sua empresa na frente do seu cartão.

O Nubank criou a conta para pessoa jurídica em julho do ano passado e passou a oferecer funcionalidades parecidas com a conta digital para pessoa física, como pagamento de boletos e depósito via boleto, além de funcionalidades como a emissão de boletos de cobrança e o extrato digital para melhor controle contábil de suas finanças.


Leia também

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame