Exame Invest
Minhas Finanças

Extensão do auxílio terá até quatro parcelas, diz presidente da Caixa

PUBLICADO EM: 29.9.20 | 15H53
ATUALIZAÇÃO: 29.9.20 | 16H13
Guimarães explicou que somente quem recebeu a primeira parcela em abril receberá um total de nove parcelas
Caixa Econômica; Auxílio emergencial

Auxílio: beneficiários do auxílio emergencial que receberam a primeira parcela depois de abril receberão menos parcelas do auxílio extensão (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Imagem da Editoria Exame Invest
Estadão Conteúdo



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Os beneficiários do auxílio emergencial, que tiveram em abril o pagamento da primeira parcela do benefício, começarão a receber, a partir desta quarta-feira, 30, a primeira parcela da extensão. Em coletiva de imprensa, o presidente da Caixa Econômica Federal Pedro Guimarães, explicou nesta terça-feira, 29, que somente quem recebeu a primeira parcela em abril receberá um total de nove parcelas — cinco delas do auxílio emergencial, no valor de 600 reais, e outras quatro do auxílio emergencial extensão, de 300 reais.

Assim, os beneficiários do auxílio emergencial que receberam a primeira parcela depois de abril receberão menos parcelas do auxílio extensão. Isso porque este benefício vai durar apenas até dezembro deste ano.

"Todas as pessoas receberão as cinco parcelas do auxílio emergencial. Quando o auxílio terminar, elas receberão parcelas do auxílio extensão, até dezembro", afirmou Guimarães.

Uma pessoa que tenha recebido a primeira parcela do auxílio emergencial em maio, por exemplo, receberá cinco parcelas de 600 reais até setembro. Depois, receberá três parcelas de 300 reais do auxílio extensão (outubro, novembro e dezembro).

Guimarães explicou ainda que os beneficiários do Bolsa Família receberão todas as nove parcelas. "Amanhã, todas as pessoas do Bolsa Família já terão recebido a primeira parcela do auxílio extensão", afirmou.

Além de Guimarães, o secretário do Ministério da Cidadania, Antônio Barreto, participa de coletiva de imprensa a respeito da extensão do auxílio emergencial.

Em portaria publicada no Diário Oficial da União na segunda-feira, o ministério definiu o calendário de pagamentos e de saques do auxílio. A parcela adicional será de 300 reais ou de 600 reais (no caso de mães monoparentais).

Imagem da Editoria Exame Invest
Estadão Conteúdo


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame