Gol anuncia passagem com desconto para quem não despachar bagagem | Exame Invest
Exame Invest
Minhas Finanças

Gol anuncia passagem com desconto para quem não despachar bagagem

PUBLICADO EM: 10.3.17 | 17H35
ATUALIZAÇÃO: 13.3.17 | 17H11
A nova categoria de bilhetes, chamada Light, será disponibilizada aos clientes a partir do dia 4 de abril
Avião da Gol

Caso adquira um bilhete Light e mude de ideia, viajante pagará até 60 reais por mala despachada

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo – A Gol anunciou nesta sexta-feira (10) uma nova tarifa, que será mais barata do que as existentes, para atender quem não precisa ou prefere não despachar bagagens. A nova categoria de bilhetes, chamada Light, será disponibilizada aos clientes a partir do dia 4 de abril.

As tarifas Programada e Flexível continuam a incluir, sem custo, uma bagagem de até 23 kg, enquanto a categoria Gol Premium, disponível apenas nos voos internacionais, continuará a permitir dois volumes do mesmo peso de forma gratuita.

Os bilhetes adquiridos antes do dia 4 de abril, independente da data do voo, não sofrem qualquer alteração e continuam a oferecer o despacho de bagagem de forma gratuita.

Veja abaixo as novas regras para despacho de bagagem na Gol:

Novas regras para despacho de bagagem da Gol

Caso o cliente da tarifa Light queira despachar bagagem, esse serviço poderá ser contratado à parte. Nos voos domésticos, o valor para despachar uma mala de até 23 kg será de 30 reais quando adquirida nos canais de autoatendimento e nas agências de viagens; ou 60 reais se a decisão for tomada no balcão de check-in. Nos voos internacionais, o valor será de 10 dólares no autoatendimento e agências de viagens, e 20 dólares no balcão.

Veja abaixo as tarifas para despacho de bagagem no caso de quem compra a tarifa Light:
Novas regras para despacho de bagagem da Gol

Benefícios para cliente Smiles

Os clientes dos programas de fidelidade Smiles Prata, Ouro e Diamante poderão despachar uma, duas e três malas, respectivamente, sempre que voarem pela companhia aérea.

Redução do valor do excesso de bagagem

O excesso de peso, hoje calculado de acordo com a tarifa cheia do voo, ficará mais barato, afirma a companhia. O cliente pagará apenas 12 reais por cada quilo adicional nos voos domésticos e 4 dólares por quilo excedente nos voos internacionais.

Aumento do limite para bagagem de mão

Todas as tarifas, inclusive a Light, permitirão embarcar com um volume de até 10 kg de bagagem de mão em viagens nacionais e internacionais a partir do dia 14 de março.


Recomendado para você


Leia também

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame