Exame Invest
Minhas Finanças

Juros dos financiamentos afinal não caíram

PUBLICADO EM: 18.5.12 | 12H35
Segundo dados do Banco Central, poucas linhas tiveram reduções significativas, e algumas até ficaram mais caras
Caixa Econômica

Os cortes mais significativos ficaram por conta de duas linhas de crédito da Caixa

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 8MIN

São Paulo – O movimento dos grandes bancos para derrubar os juros ainda não surtiu grandes efeitos. Até o início de maio o custo de empréstimos e financiamentos não viu praticamente redução alguma, chegando a ter elevação em alguns casos. Segundo dados do Banco Central, da semana de 3 a 10 de abril até a semana de 30 de abril a 7 de maio, as médias dos juros praticados, informadas pelos bancos ao BC, ficou praticamente no zero a zero.

Os cortes mais significativos ficaram por conta da Caixa – no cheque especial e nas linhas para aquisição de bens. O Itaú Unibanco conseguiu uma redução modesta, mas homogênea, em todas as linhas para as quais havia anunciado mudanças. Bradesco, Santander, Itaú e BB anunciaram uma nova leva de cortes de juros no início de maio, que devem ser implementadas no final do mês. Veja nas tabelas abaixo a comparação entre as taxas mensais e anuais entre a primeira semana de abril e a primeira semana de maio.

table.tableizer-table {border: 1px solid #CCC; font-family: Arial, Helvetica, sans-serif; font-size: 12px;} .tableizer-table td {padding: 4px; margin: 3px; border: 1px solid #ccc;}
.tableizer-table th {background-color: #104E8B; color: #FFF; font-weight: bold;}

Caixa Cheque especial Crédito Pessoal Financiamento de veículos Aquisição de bens
De 03/04 a 10/04 5,09%* 81,44%** 2,19% 29,69% 1,85% 24,60% 5,88% 98,50%
De 30/04 a 07/05 4,34% 66,50% 2,04% 27,42% 1,85% 24,60% 4,16% 63,08%

table.tableizer-table {border: 1px solid #CCC; font-family: Arial, Helvetica, sans-serif; font-size: 12px;} .tableizer-table td {padding: 4px; margin: 3px; border: 1px solid #ccc;}
.tableizer-table th {background-color: #104E8B; color: #FFF; font-weight: bold;}

BB Cheque especial Crédito Pessoal Financiamento de veículos Aquisição de bens
De 03/04 a 10/04 8,62% 169,72% 2,71% 37,83% 1,55% 20,27% 1,85% 24,60%
De 30/04 a 07/05 8,59% 168,83% 2,56% 35,44% 1,41% 18,30% 1,84% 24,46%

table.tableizer-table {border: 1px solid #CCC; font-family: Arial, Helvetica, sans-serif; font-size: 12px;} .tableizer-table td {padding: 4px; margin: 3px; border: 1px solid #ccc;}
.tableizer-table th {background-color: #104E8B; color: #FFF; font-weight: bold;}

Bradesco Cheque especial Crédito Pessoal Financiamento de veículos Aquisição de bens
De 03/04 a 10/04 8,76% 173,92% 4,78% 75,12% 1,69% 22,28% 2,48% 34,17%
De 30/04 a 07/05 8,77% 174,23% 4,68% 73,13% 1,65% 21,70% 2,61% 36,23%

table.tableizer-table {border: 1px solid #CCC; font-family: Arial, Helvetica, sans-serif; font-size: 12px;} .tableizer-table td {padding: 4px; margin: 3px; border: 1px solid #ccc;}
.tableizer-table th {background-color: #104E8B; color: #FFF; font-weight: bold;}

Itaú Unibanco Cheque especial Crédito Pessoal Financiamento de veículos Aquisição de bens
De 03/04 a 10/04 8,83% 176,05% 3,99% 59,92% 1,82% 24,16% N/D N/D
De 30/04 a 07/05 8,72% 172,72% 3,77% 55,91% 1,58% 20,70% N/D N/D

table.tableizer-table {border: 1px solid #CCC; font-family: Arial, Helvetica, sans-serif; font-size: 12px;} .tableizer-table td {padding: 4px; margin: 3px; border: 1px solid #ccc;}
.tableizer-table th {background-color: #104E8B; color: #FFF; font-weight: bold;}

HSBC Cheque especial Crédito Pessoal Financiamento de veículos Aquisição de bens
De 03/04 a 10/04 10,17% 219,71% 4,28% 65,35% 1,64% 21,56% 4,16% 63,08%
De 30/04 a 07/05 10,13% 218,32% 4,47% 69,00% 1,57% 20,56% 4,46% 68,81%

table.tableizer-table {border: 1px solid #CCC; font-family: Arial, Helvetica, sans-serif; font-size: 12px;} .tableizer-table td {padding: 4px; margin: 3px; border: 1px solid #ccc;}
.tableizer-table th {background-color: #104E8B; color: #FFF; font-weight: bold;}

Santander Cheque especial Crédito Pessoal Financiamento de veículos Aquisição de bens
De 03/04 a 10/04 10,34% 225,68% 3,57% 52,34% 1,68% 22,13% 3,26% 46,96%
De 30/04 a 07/05 10,32% 224,98% 3,75% 55,55% 1,75% 23,14% 2,92% 41,25%

(*) Coluna da esquerda: taxa mensal
(**) Coluna da direita: taxa anual


Na Caixa, onde houve as reduções de juros mais agressivas, houve uma modesta queda nas taxas mensais, e o custo dos financiamentos de veículos ficou inalterado. O destaque ficou por conta da redução nos juros do cheque especial e da aquisição de bens, que no ano, foi 15 e 35 pontos percentuais, respectivamente. Dados divulgados recentemente pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac) atestam que, ao longo do mês de abril, a Caixa derrubou os juros do cheque especial em 56%. 

O BB seguiu os cortes, mas nem tão de perto. As reduções foram bem mais modestas, com destaque para o crédito pessoal e o financiamento de veículos, cujas taxas anuais diminuíram cerca de 2 pontos percentuais. No dia 4 de maio, o banco anunciou nova queda de juros no cheque especial e no Crédito Direto ao Consumidor (aquisição de bens) para quem recebe o salário pelo banco. A linha de crédito pessoal para qualquer cliente também foi reduzida. Mas as mudanças só serão implementadas no dia 27 de maio.

No Bradesco, as taxas do cheque especial e de aquisição de bens tiveram elevação no período analisado. No primeiro caso, o banco não anunciou redução de taxas, mas no segundo caso, até a taxa máxima dos financiamentos havia sido reduzida. As linhas de crédito pessoal e financiamento de veículos viram modestas reduções. No dia 14 de maio, foram anunciados cortes no cheque especial, no crédito pessoal e no rotativo do cartão de crédito para clientes que aderirem a um determinado pacote de serviços.

Já no Itaú Unibanco, todas as taxas acompanhadas (cheque especial, crédito pessoal e financiamento de veículos) tiveram redução de quatro pontos percentuais no ano. O banco havia anunciado reduções no cheque especial e no financiamento de veículos, além do crédito rotativo. No dia 11 de maio foi anunciado novo ciclo de queda de juros para crédito pessoal, cheque especial e cartão de crédito, para os clientes com conta salário no banco.

No HSBC, que havia anunciado redução das taxas mínimas do crédito pessoal e do financiamento de veículos, apenas a segunda viu redução de fato, de apenas um ponto percentual na comparação entre as taxas anuais. As taxas do crédito pessoal, assim com as de aquisição de bens, subiram. A taxa do cheque especial permaneceu praticamente inalterada.

O Santander, que havia reduzido apenas taxas de cheque especial, manteve os juros dessa linha de crédito praticamente inalterados. Houve elevação nos juros do crédito pessoal e do financiamento de veículos, e uma redução até significativa na aquisição de bens: de quase 6 pontos percentuais na comparação entre as taxas anuais. No dia 21 de maio entrará em vigor um pacote de redução de juros para quem recebe o salário pelo banco, para linhas como crédito pessoal, cheque especial, cartão de crédito e financiamento de veículos.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame