Exame Invest
Minhas Finanças

No Feirão da Caixa, maioria é de imóveis até R$ 170 mil

PUBLICADO EM: 5.5.11 | 11H49
Entre 47.500 imóveis novos em oferta, 38.000 têm preços a partir de 65.000 reais e se enquadram no Minha Casa Minha Vida
Fila para Minha Casa Minha Vida

Feirão da Caixa oferece oportunidades para quem se enquadra no Minha Casa Minha Vida

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - O Feirão Caixa da Casa Própria na cidade de São Paulo, que começa no próximo dia 13 (maio), reunirá oferta de 195.000 imóveis, entre novos ou em construção (47.500) e usados (147.700). Nas faixas de preço entre 65.000 e 170.000 reais serão disponibilizados 38.000 imóveis, enquadrados nos benefícios (subsídios e financiamento) previsto no programa habitacional Minha Casa, Minha Vida.

Além das ofertas das incorporadoras e construtoras parceiras da Caixa, o Conselho Regional de Corretores de Imóveis em São Paulo (Crecisp), que participa no Feirão da cidade com 100 postos de atendimento, disponibilizará 61.500 imóveis usados, dos quais 11.000 unidades com preços até 170.000 reais.

Os imóveis novos estão previamente aprovados pela Caixa, quanto aos critérios construtivos exigidos pelo programa Minha Casa Minha Vida. Os pretendentes à compra devem levar RG, CPF, comprovantes de residência e de renda (contracheque ou, para renda informal, extratos bancários e faturas do cartão de crédito dos últimos três meses).

Na agência da Caixa a ser montada nas dependências do Feirão, 700 funcionários do banco atenderão os interessados no financiamento, inclusive para aprovação de crédito. Uma vez preenchidos satisfatoriamente os trâmites, o comprador poderá assinar a escritura ali mesmo, e sair com a casa embaixo do braço.

Quanto à compra de usados, para serem aceitos no pedido de financiamento será necessário comprovar que o imóvel não tem pendências. Para resolver esta questão, a Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg) e a Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo (Arisp), parceiros da Caixa, participam no Feirão para que a matrícula do imóvel pretendido possa ser consultada online.

Financiamentos

Haverá opções para todas as faixas de renda, segundo a Caixa. Os financiamentos poderão ser feitos na modalidade Carta de Crédito FGTS (inclui o programa Minha Casa, Minha Vida), que opera com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço; ou na modalidade Carta de Crédito Caixa, com financiamentos que originam em recursos da poupança.

Carta de Crédito FGTS

A renda mensal do pretendente ao financiamento deve ser de até 4.900 reais, e o preço da avaliação do imóvel a ser financiado não pode exceder a 170.000 reais (teto válido para imóveis localizados na Região Metropolitana). Para imóveis enquadrados no Minha Casa, a renda familiar não pode ultrapassar 4.650 reais.

Os que possuem Fundo de Garantia poderão utilizar o saldo da conta vinculada, para reduzir o valor do financiamento ou comprar a vista, desde que a avaliação do imóvel não ultrapasse 500.000 reais. O financiamento pode ser de 100% do imóvel, com prazo de pagamento em até 30 anos.

Para financiamentos por meio da Carta de Crédito Caixa, não há limite de renda e nem de valor do imóvel. Para esta modalidade, o financiamento é de até 90% o valor do imóvel, e de 30 anos para amortização.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame