Minhas Finanças

Reclamações contra Correios aumentam 400% na pandemia

PUBLICADO EM: 7.7.20 | 14H28
ATUALIZAÇÃO: 7.7.20 | 14H56
De março a junho deste ano, o atendimento da instituição já soma 1.568 queixas de consumidores
Agências do Correios

Principal problema apontado pelos consumidores é a falta de fornecimento do serviço

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

Nos últimos quatro meses, o Procon-SP registrou um aumento expressivo nas reclamações contra a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos — Correios. De março a junho deste ano, o atendimento da instituição já soma 1.568 queixas de consumidores. O principal motivo de reclamação, o não fornecimento do serviço, soma 951 casos.

No mesmo período do ano passado, o total de reclamações contra a empresa era 315. Na comparação entre os meses de março a junho de 2019 e o mesmo período deste ano, verifica-se, portanto, um aumento de 398% nas reclamações. O principal problema questionado pelos consumidores no ano passado também era sobre a falta de fornecimento do serviço (164 casos).

Deixar de fornecer o serviço contratado é um desrespeito e um descumprimento ao Código de Defesa do Consumidor. O Procon-SP está recebendo as reclamações e entrando em contato com a empresa a fim de encontrar uma solução para o consumidor.

Como reclamar

O Procon-SP disponibiliza canais de atendimentos à distância para receber denúncias, intermediar conflitos e orientar os consumidores: via internet, aplicativo — disponível para android e iOS — ou via redes sociais; para as denúncias de preços abusivos e outros assuntos, marque @proconsp, indicando o endereço ou site do estabelecimento.

É importante que, ao fazer sua reclamação, o consumidor apresente a documentação relativa à contratação da empresa (comprovante de pagamento, recibo, cupom fiscal etc.).

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame