Exame Invest
Minhas Finanças

Relembre entrevista que Shiller, novo Nobel, deu a EXAME.com

PUBLICADO EM: 14.10.13 | 10H46
Vencedor do Nobel de Economia de 2013, Robert Shiller falou a EXAME.com recentemente sobre uma possível bolha imobiliária no Rio de Janeiro
Robert Shiller

Robert Shiller: professor de Yale é um dos expoentes da corrente que defende que os investidores são irracionais

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - Um dos pais das finanças comportamentais e responsável por "prever" a bolha imobiliária americana recebeu o Prêmio Nobel de Economia em 2013. Robert Shiller, professor da Universidade de Yale, concedeu, recentemente, uma entrevista a EXAME.com, falando um pouco sobre o mercado imobiliário brasileiro e sobre a formação de uma possível bolha imobiliária no Rio de Janeiro.

Na mesma entrevista, Shiller também fala um pouco sobre como deve ser o comportamento do pequeno investidor de sucesso, tendo em vista que a irracionalidade toma conta da maior parte das decisões humanas; e de seu último livro "Finanças para a boa sociedade", em que ele que o Capitalismo Financeiro seja usado para reduzir as desigualdades no mundo, além do aumento de impostos para os mais ricos.

Shiller antecipou a fomação de uma bolha no mercado de ações de empresas de internet nos EUA no ano 2000 e também a formação da bolha imobiliária americana que desencadeou a crise de 2007 e 2008. É também um dos responsáveis pelo Índice Case-Shiller, que acompanha os preços dos imóveis nos EUA.

Robert Shiller recebeu o prêmio Nobel junto com Eugene Fama e Lars Peter Hansen, ambos professores da Universidade de Chicago. Os três foram premiados por estudos mostrando que o comportamento dos preços de ações e títulos de dívida são imprevisíveis no curto prazo, mas que criam padrões em períodos mais longos, de três a cinco anos.

No início dos anos 1960, Eugene Fama e outros colaboradores demonstraram que os preços das ações eram extremamente difíceis de prever no curto prazo, e que novas informações eram rapidamente incorporadas nos preços.

No início dos anos 1980, foi a vez de Shiller descobrir que os preços das ações flutuam muito mais que os dividendos, e que a razão entre preços e dividendos tende a cair quando está alta e a subir quando está baixa, o que se aplica não só a ações, mas também a títulos e outros ativos.

Sendo um dos pais das finanças comportamentais, que propõem que muitas das decisões dos investidores no mercado não são racionais, Shiller mostrou que a grande flutuação nos preços dos ativos é influenciada por uma série de fatores irracionais, o que leva, por exemplo, à formação de bolhas.

Já Hansen desenvolveu um método estatístico para testar teorias racionais de precificação de ativos. Com outros pesquisadores, mostrou como o princípio poderia ser aplicado a muitos modelos macroeconômicos e financeiros.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame