Resgatei a previdência VGBL do meu filho. Como declaro no IRPF 2019? | Exame Invest
Exame Invest
Minhas Finanças

Resgatei a previdência VGBL do meu filho. Como declaro no IRPF 2019?

PUBLICADO EM: 20.3.19 | 12H00
Especialista responde dúvida de leitora sobre a Declaração do Imposto de Renda 2019. Envie você também suas perguntas
Imposto de Renda 2019

Imagem da Editoria Exame Invest
Anderson Figo



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

Pergunta da leitora: Meu filho mais velho (14 anos) tinha uma previdência VGBL. Fiz o resgate do valor total e, como ele é menor de idade, o dinheiro entrou na minha conta corrente. Poucos dias depois, transferi todo o volume para uma conta poupança dele.

Como faço para declarar esse resgate no Imposto de Renda 2019? Como faço pra declarar a poupança do meu filho na minha declaração, uma vez que ele é meu dependente?

Resposta de Samir Choaib*, Sônia Regina Senhorini Rodrigues, Helena Rippel Araújo e Lais Meinberg Siqueira:

Entendemos que o investimento realizado em previdência em VGBL em nome de seu filho havia sido realizado enquanto ele não possuía CPF e, portanto, ainda que em nome de seu filho, o investimento estava vinculado ao seu CPF.

Caso nossa premissa esteja correta, o informe de rendimentos a ser fornecido pela instituição de previdência será apresentado em seu CPF.


Recomendado para você

A partir das informações constantes do informe de rendimentos, você deverá declarar os dados nos campos da declaração especificados no informe, baixando o saldo investido de sua declaração de bens.

Posteriormente, deverá declarar a doação realizada a seu filho, correspondente ao valor líquido do investimento creditado em sua conta e transferido à conta de poupança dele. Esta doação deverá ser reportada na Ficha Doações Efetuadas, sob o código 80, onde deverá informar o nome e CPF de seu filho e o valor da doação.

Como o filho-donatário consta como seu dependente em sua declaração, o rendimento de doação por ele auferido também deverá constar dessa declaração, devendo ser informado na Ficha de Rendimentos Isentos e Não Tributáveis, na Linha 14 – Transferências patrimoniais – doações e heranças, onde deverá ser informado que ele é o beneficiário (campos Tipo de Beneficiário e Beneficiário) e que você é o doador.

Lembramos que a depender do valor envolvido e do Estado de seu domicílio, poderá haver a incidência do imposto estadual sobre doação nesta operação.

Por fim, o novo investimento em poupança em nome do dependente deverá ser informado na Ficha Bens e Direitos, sob o código 41 – Caderneta de poupança, constando o CNPJ da instituição financeira e o saldo investido em 31/12/2018, de acordo com o valor apresentado no informe de rendimentos fornecido pela fonte pagadora. Na discriminação do ativo, além de informar os dados do investimento e da instituição financeira, informe se tratar de bem do dependente, fazer constar o seu nome e CPF.

Caso nossa premissa não esteja correta e o investimento em VGBL já estivesse vinculado ao CPF de seu filho, a declaração das informações será bem mais simplificada.

Neste caso, bastará: (i) informar os rendimentos do dependente de acordo com as informações apresentadas no informe de rendimentos emitido pela instituição de previdência em nome dele; (ii) baixar o investimento em VGBL da Ficha de Bens e Direitos, e (iii) declarar o novo investimento em poupança conforme detalhado anteriormente. Não haverá necessidade de informar qualquer doação.

*Samir Choaib é advogado e economista formado pela Universidade Mackenzie, pós-graduado em direito tributário pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). É sócio do escritório Choaib, Paiva e Justo, Advogados Associados, especialista em imposto de renda de pessoas físicas e responsável pela área de planejamento sucessório do escritório. É o atual chairman da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos da Flórida (BACCF), em São Paulo.


O site EXAME vai responder diariamente, entre 7 de março e 30 de abril, as dúvidas de leitores sobre a Declaração do Imposto de Renda 2019. Envie suas perguntas para seudinheiro_exame@abril.com.br.


Leia também

Imagem da Editoria Exame Invest
Anderson Figo


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame