Exame Invest
Minhas Finanças

TED com erro terá que ser devolvida por banco em até 1 hora

PUBLICADO EM: 21.7.14 | 16H26
Segundo Banco Central, nova regra da Transferência Eletrônica Disponível entra em vigor em maio de 2015
Cliente utilizando leitura biométrica da palma da mão em caixa eletrônico

Operações bancárias: regulamentação anterior estabelecia que a devolução deveria ser feita tempestivamente

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

Brasília - As ordens de Transferência Eletrônica Disponível (TED) terão que ser devolvidas pelos bancos em até 60 minutos nos casos de erro na identificação do destinatário​ ou que contiverem inadequação de finalidade, de acordo com norma estabelecida pelo Banco Centralnesta segunda-feira.

O prazo máximo para a devolução da TED, que entra em vigor em maio de 2015, irá contar a partir do recebimento da transferência pela instituição financeira destinatária.

A mudança consta da Circular 3.710, que aprimora condições para emissão, liquidação e devolução das TEDs.

A regulamentação anterior estabelecia que a devolução deveria ser feita tempestivamente, dando "margem a diversas interpretações temporais por cada instituição e acabava gerando reclamações dos clientes", disse o BC.

A nova norma do BC também amplia as possibilidades de envio de ordens de TED a todas as atividades e serviços já autorizados pelo BC para a instituição emitente e para a instituição destinatária dos recursos.

"Assim as opções autorizadas não dependem mais de serem listadas uma a uma pelo regulador, retirando restrições que impossibilitavam a concretização de novos negócios ou investimentos que não tivessem sido ainda atualizados na norma", informou o BC. Essa segunda mudança referente às TEDs entra em vigor de imediato.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame