Onde Investir

Pequeno investidor pode aplicar em mais 12 BDRs de ETFs na B3

PUBLICADO EM: 29.3.21 | 11H52
ATUALIZAÇÃO: 29.3.21 | 20H04
Produtos são atrelados a ETFs iShares geridos pela BlackRock, gestora global de ativos financeiros
Bolsa: Ibovespa avança e caminha para oitava alta em nove pregões

BDRs de ETFs são ideais para quem não quer comprar o ativo diretamente lá fora, seja porque não tem recursos ou conhecimento

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

A partir desta segunda-feira, 29, investidores podem acessar mais 12 BDRs de ETFs na B3. Agora, pessoas físicas têm acesso a 23 fundos do tipo na bolsa de valores.

Os produtos são atrelados a ETFs iShares geridos pela BlackRock, gestora global de ativos financeiros.

As estratégias incluem exposições a setores pouco representados no mercado brasileiro, como tecnologia, saúde e biotecnologia, assim como opções de ETFs de ações européias e de mercados emergentes. A nova oferta também inclui uma estratégia ESG focada em mercados emergentes, após o sucesso do BEGU39, que investe em ações americanas e representa 25% do total negociado desde o lançamento da plataforma.

Inicialmente restritos para investidores qualificados (aqueles com capital investido superior a 1 milhão de reais), os 12 BDRs de ETFs estão de acordo com a nova regra da CVM para negociação dos BDRs, anunciada em setembro de 2020. Desde então, foi autorizado a ser negociado no país ativos com lastro em ETFs, que também podem ser acessados por pequenos investidores.

Desde setembro de 2020 a bolsa passou a negociar 39 BDRs de ETFs.

Os produtos complementam as carteiras dos investidores, dando, além de exposição a diferentes setores, diversificação geográfica e de moedas.

Confira a lista dos 12 BDRs de ETFs disponíveis na B3 agora para o investidor pessoa física:

ETFTicker do ETFNome do ETF
SLVBSLV39iShares Silver Trust
ESGEBEGE39iShares Inc iShares ESG Aware MSCI EM ETF
DVYBDVY39iShares Select Dividend ETF
EEMBEEM39iShares MSCI Emerging Markets ETF
EWGBEWG39iShares MSCI Germany ETF
EWUBEWU39iShares MSCI United Kingdom ETF
ITOTBITO39iShares Core S&P Total US Stock Market ETF
IBBBIBB39iShares Nasdaq Biotechnology ETF
IGFBIGF39iShares Global Infrastructure ETF
IYFBIYF39iShares US Financials ETF
IXJBIXJ39iShares Global Healthcare ETF
IXNBIXN39iShares Global Tech ETF

O BDR é um certificado emitido por instituições brasileiras que possibilita o acesso às ações de empresas globais e ETFs internacionais. Pode ser acessado de forma simples pelas corretoras, sem a necessidade de mandar dinheiro para o exterior.

Já o Exchange Traded Fund (ETF) é um fundo negociado em bolsa de valores que representa uma comunhão de recursos destinados à aplicação em uma carteira de ações ou ativos que busca retornos que correspondam, de forma geral, à performance, antes de taxas e despesas, de um índice de referência (por exemplo, o índice Bovespa).

As cotas de ETFs são negociadas em diversas bolsas do mundo (como a B3, a New York Stock Exchange, e outras) de forma semelhante às ações. Ao adquirir as cotas, o investidor, indiretamente, passa a deter todos os ativos da carteira teórica do índice, sem ter que comprá-las separadamente no mercado.

BDRs de ETFs são ideais para quem não quer comprar o ativo diretamente lá fora, seja porque não tem recursos ou conhecimento, diz o professor de finanças da FGV, William Eid. Contudo o investidor precisa ter consciência de que mesmo comprando BDRs de ETFs em reais estará exposto à variação cambial no investimento. Por isso, o investimento é indicado para objetivos de longo prazo, já que nesses períodos o câmbio tende a ser neutro.

A especialista em fundos Juliana Machado também indica a necessidade de saber o próprio perfil de investimento antes de aplicar, já que o elevado sobe e desce desse tipo de produto pode incomodar. Também é recomendável entender como essa aplicação irá compor a carteira. O indicado é que os ETFs sejam combinados com produtos de gestão ativa e posições diretas em ações ou BDRs.

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame