Exame Invest
Onde Investir

Quem aplicou na poupança perdeu 7,15% de poder aquisitivo em 12 meses

PUBLICADO EM: 9.9.21 | 17H53
ATUALIZAÇÃO: 9.9.21 | 18H37
Queda não era registrada desde 1991. Poupança tem perdas pelo décimo segundo mês consecutivo
A poupança está rendendo tão pouco que a diferença para a inflação é a maior em 17 anos

Somente Ibovespa e bitcoin têm rentabilidade positiva em 12 meses, segundo estudo da Economatica (Getty Images/iStockphoto)

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A rentabilidade da poupança descontada a inflação medida pelo IPCA registra queda de 7,15% nos 12 meses encerrados em agosto. Esse nível de perdas não era registrado desde outubro de 1991, quando o poupador perdeu 9,72% em 12 meses. É o que aponta pesquisa da plataforma financeira Economatica.

A inflação medida pelo IPCA no acumulado em 12 meses foi 9,68%. No mesmo período a poupança rendeu 1,96%.

Em agosto o investidor perdeu poder aquisitivo pela décima segunda vez consecutiva. A maior sequência de meses em queda de poder aquisitivo, dentro da amostra, aconteceu entre fevereiro de 2015 e setembro de 2016, período no qual o investidor que aplicou na poupança perdeu poder aquisitivo por 20 meses.

Rentabilidade da poupança descontada a inflação

Rentabilidade da poupança descontada a inflação (Economatica/Divulgação)

Em 2021 a poupança recua 4,08%, valor que não era registrado para os oito primeiros meses de cada ano desde 1991.

Nos oito primeiros meses de 1991 até 2021 a poupança só perdeu para a inflação em três oportunidades: 1991, 2015 e 2021.

Ranking de aplicações

O Ibovespa e o bitcoin são os únicos investimentos que registra rentabilidade positiva entre todos os listado na janela de 12 meses encerrados em agosto.

No período o bitcoin registra rentabilidade de 248,76% descontada a inflação medida pelo IPCA. Entre as aplicações tradicionais o Ibovespa é o único que tem rentabilidade positiva: 8,99%, descontada a inflação.

Todos os demais índices de referência têm rentabilidade negativa em 12 meses. O ouro tem o pior desempenho com queda de 20,54% descontada a inflação e queda de 12,85% em valores nominais.

No mês de agosto todas as aplicações tiveram rentabilidade negativa. O índice de fundos imobiliários (IFIX) registra a maior queda: 3,47% descontada a inflação e 2,63% nominalmente. Em agosto o bitcoin registrou rentabilidade positiva de 11,62% descontada a inflação.

Ranking de investimentos em 12 meses

Ranking de investimentos descontada a inflação em três janelas de tempo (Economatica/Reprodução)

No ano até 31 de agosto somente o bitcoin tem rentabilidade positiva com valorização de 51,48% descontada a inflação o ouro tem o pior desempenho com queda de 10,61%

Todos os índices têm rentabilidade negativa nos três períodos, exceto o Ibovespa que na janela de 12 meses tem rentabilidade positiva acima da inflação, de 8,99%.

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame